quinta-feira, dezembro 13, 2007

Notícia no Jornal "Palavra" de 13 de Dezembro

Saiu na edição de hoje, 13 de Dezembro de 2007, uma notícia sobre um assunto do interesse desta associação cujo título inclui uma informação errada (“tribunal rejeita providencia cautelar da ADIM”) que dá a entender ao leitor uma coisa completamente diferente do que de facto aconteceu. A ADIM sai penalizada desta informação.

O que o Tribunal Administrativo e Fiscal de Beja (TAFB) indeferiu foi um pedido especial, efectuado em 3 de Outubro de 2007, de decretamento provisório da providência previamente interposta em 17 de Agosto de 2007. Este pedido de especial urgência visava acelerar o pedido inicial, por entendermos que já tinha passado tempo suficiente para o TAFB se pronunciar. Este indeferimento não se refere, portanto, à providência cautelar requerida pela ADIM, que continua a aguardar resposta por parte do tribunal. O tribunal não rejeitou a providência cautelar, mas sim o pedido de especial urgência. O tribunal entendeu não haver uma especial urgência para este pedido, e oportunamente se ira pronunciar sobre a providência cautelar, que continua a correr os trâmites normais. Ora, o título usado, pode levar a pensar que a ADIM perdeu no tribunal uma causa, o que não aconteceu. De qualquer modo, convém ainda esclarecer que o pedido de providência é uma iniciativa cautelar que culminará com uma acção, que a seu tempo dará entrada nos tribunais competentes.

Aliás, a ADIM emitiu um comunicado sobre este mesmo assunto em 6 de Dezembro de 2007, que esclarece convenientemente esta interpretação, que classificamos de demagógica, veiculada pelo Município.

A Direcção da ADIM

3 comentários:

Anónimo disse...

e inacreditavel como isto pode acontecer, mas em monsaraz ja nada nos surprende...

eu disse...

Deixo aqui mais dois pontos para podermos reflectir sobre a "pequena" vila de Monsaraz:

- Outra situação bastante interessante, foi a que deparei após seguir o caminho da figuras do presépio ate a imagem do menino Jesus deitado nas palhas, S. josé a Vaca, o Burro, o Assador de Carne, as Cadeiras…..mas esperem lá…..estas ultimas duas não fazem parte do presépio original?!?!!? Ou Fazem??!....ok pronto em Monsaraz fazem parte do presépio………..


- Penso que deve ser insólito ou tal vez não, mas esta deve ser a vila que possui mais placa/sinais por habitante (penso que deve dar uns 5 a 6 por habitante), alguém reparou?!?! Penso que não pois a dias acrescentaram mais alguns….

Anónimo disse...

O jornal Palavra está a prestar um mau serviço aos seus leitores, ao não informar com rigor os seus leitores e ao induzilos em erro como quer a câmara convencer os Reguenguenses.